Utilize o teclado para navegar, com Ctrl + nº da tecla

  Ctrl + 1 (menu)   Ctrl + 2 (conteúdo)   Ctrl+ 3 (busca)   Ctrl + 4 (mapa)   Ctrl + 0 (acessibilidade)
  Fonte Maior   Fonte Maior   Fonte Padrão
  Contraste
menu
Notícias

Nova variante da Covid exige retorno das medidas de segurança à saúde

Data de publicação: 21 de novembro de 2022
Fotos: Comunicação IPC
Créditos: Alcione Coutinho


/uploads/noticia/6095/media_1UhqTm0ctmM2F46mHKhCDIOQIM_DfTcz.jpg

A Covid-19 retomou crescimento no Espírito Santo. A identificação de uma nova variante do coronavírus, chamada de BQ.1- uma sublinhagem de BA.5, da Ômicron, que carrega mutações em pontos importantes do vírus -,traz um alerta a todos: é preciso adotar as medidas de segurança para que a doença não avance. O uso de máscara, a higiene das mãos, o distanciamento social, neste momento, é de extrema importância no combate ao vírus.

Essa nova linhagem do coronavírus é mais transmissível do que as outras. Os sintomas da BQ.1 são: febre ou calafrios, tosse, falta de ar ou dificuldade para respirar, fadiga, dores musculares ou no corpo, dor de cabeça, perda de paladar ou olfato, dor de garganta, congestão ou nariz escorrendo, náusea ou vômito e diarreia.

Apesar da BQ.1 provocar sintomas similares às cepas anteriores, a recomendação da Sociedade Brasileira de Infectologia (SBI), divulgada em nota no último dia 11, é completar o esquema de vacinas (com as doses de reforço) . Além disso, dobrar  os cuidados com a população mais vulnerável, como idosos e imunossuprimidos.

De acordo com a médica previdenciária do Instituto de Previdência dos Servidores Públicos do Município de Cariacica (IPC), Patrícia Binda, além da vacinação em dia, a população deve fazer a "gestão de risco". Ou seja, se você está num ambiente fechado, nesse cenário de aumento de casos, use máscara. "Mesmo não sendo de um grupo vulnerável, mesmo não tendo nenhuma comorbidade, você pode adoecer e pode levar a doença a outras pessoas", explicou.

A SBI orienta, ainda, que a população procure os postos de saúde para receber a dose de reforço. E, caso a pessoa tenha algum sintoma gripal, faça o teste de Covid, se isole, evite contato com as pessoas até o resultado sair. 

Um novo Boletim InfoGripe da Fiocruz, divulgado na sexta (18), aponta para a alta dos casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) causados pela Covid-19 em 12 estados brasileiros. O relatório destaca ainda que a doença corresponde a 47% das infecções respiratórias diagnosticadas nas últimas quatro semanas, com tendência de alta. A análise tem como base os dados inseridos no Sistema de Informação de Vigilância Epidemiológica da Gripe (Sivep-Gripe), do Ministério da Saúde, até o dia 14 de novembro. 

Em nota recente divulgada pela Secretaria de Vigilância em Saúde, do Ministério da Saúde, a pasta também reforça o uso de máscara por indivíduos do grupo de risco de agravamento da doença, como idosos, imunossuprimidos, gestantes e pessoas com comorbidades, mas volta a orientar também para a população geral o uso em locais fechados e mal ventilados, como transportes públicos, e ambientes abertos com aglomerações. 

Ouvidoria

Manifestações e solicitação de informações, utilize nossa ouvidoria.

Perícia Médica

servidor deverá obrigatoriamente providenciar documentos para inspeção de perícia médica.

topo